press to zoom

press to zoom
1/1

Cuidados Espirituais Contemplativos

É um tipo de acompanhamento na jornada pessoal, baseado na relação corpo-mente como âncora para responder a necessidades espirituais universais, presentes ao longo da vida e na morte. Baseia-se num conjunto de práticas meditativas e recursos inspirados no Budismo Tibetano e fundamentados nas Neurociências Contemplativas.


As necessidades espirituais são comuns ao ser humano, nomeadamente experienciar conexão genuína, compreender e transformar o sofrimento, encontrar sentido na vida e encontrar fontes de paz. Quando as pessoas enfrentam momentos críticos nas suas vidas- como mudanças súbitas, doença, envelhecimento, morte, luto- se as necessidades espirituais não forem reconhecidas ou não atendidas, podem tornar-se em fontes de sofrimento, exacerbando os sintomas de dor física e sofrimento emocional. Se, pelo contrário, forem reconhecidas e atendidas, podem converter-se em recursos.


A investigação revela que práticas contemplativas contínuas, incluindo meditação, contribuem para melhorar a atenção e a memória, reduzir o stress, aumentar a confiança em situações desafiadoras, promover a autoconsciência, a autoaceitação, o bem-estar, a resiliência, prevenir o burnout e aumentar respostas compassivas.


Como me manter presente em momentos desafiantes sem perder o foco e o equilíbrio?
O Modelo de Cuidado Contemplativo integra um plano prático para a vida quotidiana, apoiando a pessoa a se conectar com a sua própria sabedoria interior e, desde os seus recursos internos, estimular a consciência, o equilíbrio interior, a presença autêntica, uma atitude compassiva, cultivando uma mente que vê através de todas as mudanças e ressignifica o que vivencia.


As sessões espelham esse ambiente pacifico, de escuta profunda, acolhimento compassivo e reconhecimento do que se manifesta, são um treino nas qualidades do espírito humano. Dirige-se a todos aqueles que busquem viver mais plenamente, integrando os desafios que a vida transporta, independentemente de seguir ou não qualquer tradição religiosa.


Grandemente indicado para cuidadores informais, pessoas em processo de luto, pacientes no limiar da vida e da morte, profissionais de saúde e profissionais da área social.

  • Facebook
  • Instagram