sessão de acupuntura

 

O que é a Acupuntura?

A Acupuntura atualmente é mundialmente reconhecida como de valor incalculável por organizações como a UNESCO, que desde 2010 a declarou património cultural mundial.ou como a Organização Mundial de Saúde (OMS) que distingue desde 1979 a sua eficácia em 43 doenças (Bannerman, R. H., 1979, Acupuncture: the WHO View. World Health, December, p2728).

Cientificamente, sabe-se que a acupunctura estimula a circulação sanguínea local, mais concretamente, nos chamados Pontos de Acupunctura, que vai estimular a produção de uma série de substâncias que permitem atingir um equilíbrio nos sistemas do organismo, como por exemplo, o Sistema Imunitário, Sistema Endócrino ou o Sistema Nervoso.

É uma técnica da Medicina Tradicional Chinesa que consiste na inserção de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo com o objectivo de reequilibrar a energia do organismo e assim tratar a doença/ patologia.

 

Os tratamentos com Acupuntura são baseados em conceitos orientais como os cinco elementos:

five-element-chinese-medicine-1000-838.j

 


- O Tao, equilíbrio entre Yin e Yang


- O fluxo do Chi, a energia Vital


- O Xué, sangue


- O Zang, órgão


- O Fu, víscera.

 

 

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou os benefícios da Acupuntura numa grande variedade de problemas onde se incluem:

A Medicina Chinesa

A Medicina Chinesa, originária da China e hoje conhecida e praticada em todo o mundo, está documentada desde há 5 mil anos. É, muito provavelmente, não apenas a mais antiga das medicinas, mas também a que mais tem sido praticada ao longo da História da Humanidade.

 

É uma medicina que se propõe analisar o indivíduo através de um princípio energético e, com esse diagnóstico, proceder ao tratamento por meio das várias disciplinas que englobam a Medicina Chinesa. No Ocidente este conjunto de práticas terapêuticas está presente há cerca de 300 anos. No seu país de origem e no Oriente, é milenar.

 

Segundo esta medicina o corpo tem mecanismos de deteção e correção da doença e de desequilíbrios, sendo que o objetivo da Medicina Chinesa é auxiliar as funções do organismo reduzindo ao mínimo a interferência.

 

A Medicina Tradicional Chinesa incorpora práticas e experiência de milhares de anos, e baseia-se numa abordagem abrangente, baseada no estudo do Yin e Yang (estudo dos opostos), dos Cinco Elementos e da circulação da energia pelos meridianos do corpo. 

Técnicas usadas na Medicina Chinesa

AdobeStock_166030227.jpeg

Acupuntura

É uma técnica da Medicina Tradicional Chinesa que consiste na inserção de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo com o objetivo de reequilibrar a energia do organismo e assim tratar a doença/ patologia.

sessão de acupuntura

Moxabustão 

A técnica segue os mesmos fundamentos e pontos da acupuntura, onde a proximidade do calor do bastão junto de pontos específicos da pele regula o fluxo de energia e potencia o estado terapêutico. 

AdobeStock_281352583.jpeg

Ventosaterapia

As ventosas criam um efeito de vácuo, resultando em um aumento do diâmetro dos vasos sanguíneo no exato local. Existindo uma maior oxigenação destes tecidos, permitindo a liberação de toxinas do sangue e do músculo com mais facilidade. 

massagem

Tui Na ( massagem )

O Tui Na é a técnica manual da Medicina Chinesa. O Tui Na regulariza a circulação da energia, sangue e líquidos orgânicos comprometida no quadro energético apresentado.